Notícias da Secretaria Municipal de Saúde de Arapongas

Secretaria Municipal
de Saúde

Notícias da Saúde

Prevenção: Secretaria de Saúde segue com vacinação contra a febre amarela

SAÚDE | Em 04/07/2019 às 09h27, atualizado em 04/07/2019 às 14h39 Por Assessoria de Imprensa

Imagem Ilustrativa

A Prefeitura Municipal de Arapongas, através da Secretaria de Saúde segue intensificando a vacinação contra a febre amarela, inclusive, neste período em que se iniciam as férias escolares, momento em que muitas pessoas viajam para outras cidades.

Conforme o Ministério da Saúde é recomendada apenas uma dose da vacina, sem a necessidade de reforço, principalmente para as pessoas que morem ou passem por regiões de risco. Ela é indicada a partir dos nove meses de idade.

“Com isso, orientamos e reforçamos que a população procure as nossas Unidades de Saúde com sala de vacina, portando cartão SUS, carteira de vacinação e documentos pessoais. A prevenção é sempre o melhor remédio”, recomenda a coordenadora do setor de vacinas, Graziela Stefanuto.

Unidades de Saúde

Em Arapongas, as vacinas contra febre amarela estão disponíveis nos seguintes locais:

- UBS Aricanduva

- 18 Horas São Bento

- Centro de Especialidades Jaime de Lima

- UBS Caic

- UBS São Vicente

- UBS Centauro

- UBS Cj. Araucária

- UBS Tropical

- UBS Bandeirantes

- UBS Cj. Águias

- 18 Horas Cj. Flamingos

Contraindicação

Determinadas pessoas não podem ser vacinas sem indicação médica, entre elas:

- Pessoas com alergia aos componentes da vacina ou a ovos e derivados

- Pessoas submetidas aos tratamentos de quimioterapia e radioterapia

- Crianças menores de seis meses

Avaliação Especial:

- Pessoas com mais de 60 anos

- Gestantes

- Mulheres que amamentem crianças menores de seis meses de idade

Dados no Paraná

Dados - Neste ciclo de acompanhamento, a doença  atingiu, principalmente, a população das regiões de Paranaguá, Curitiba e Ponta Grossa, mas as notificações e investigações aconteceram em todas as regiões.

No período foram confirmados 480 notificações e 17 casos da doença. O Paraná registrou um (01) óbito por Febre Amarela, em março, tendo como município de residência e local provável de infecção o município de Morretes.

Entre os casos confirmados 88,2% (15 casos) são do sexo masculino, com idade média de 35 anos.

Os casos confirmados apontaram como locais prováveis de infecção os seguintes municípios: Antonina, Guaraqueçaba, Paranaguá, Morretes, São José dos Pinhais, Adrianópolis e Quatro Barras.

Epizootias – Neste período de acompanhamento foram confirmadas 49 epizootias em 73 municípios. “Lembrando sempre que os macacos não transmitem a febre amarela, eles também são vítimas da doença. Os primatas podem ser considerados verdadeiros sentinelas para o sistema de vigilância. O óbito de macacos em determinada área é um dos principais indícios de circulação do vírus em regiões de matas e florestas, servindo como um alerta para as autoridades de saúde adotarem medidas de prevenção, com a vacinação dos moradores da região”, informa Laurina Tanabe, do COES.

A Sesa segue o trabalho de Vigilância Epidemiológica da febre amarela em todo o Estado e a publicação de novos  boletins sobre a doença acontecerá de acordo com o registro de casos.

Vacinação – A Sesa reforça a importância da vacinação dentro da faixa etária a partir de 9 meses até 59 anos, 11 meses e 29 dias. A imunização acontece com única dose da vacina.

Site Sesa: http://www.saude.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=6718&tit=Sesa-consolida-dados-sobre-Febre-Amarela-no-Parana



ÚLTIMAS NOTÍCIAS





Endereço da página com a matéria completa:
http://www.arapongas.pr.gov.br/saude/6415_noticia_preveneccedileatildeoe-x3a-secretaria-de-saeuacutede-segue-com-vacinaeccedileatildeo-contra-a-febre-amarela