Facebook Youtube Instagram
Fundo Padrão Fundo Preto - Alto Contraste

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS

ADMINISTRAÇÃO | Em 13/09/2013 às 08h00 - Por Assessoria de Imprensa
NOTA DE ESCLARECIMENTO DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS SOBRE A DESTINAÇÃO DO LIXO URBANO PROPOSTA PELA SANEPAR

O Município de Arapongas, através do Prefeito Antônio José Beffa, vem a público esclarecer que no dia 06 de setembro de 2013 foi realizada em Arapongas, a pedido da SANEPAR, uma reunião para tratar da possibilidade da constituição de um “consórcio intermunicipal” para viabilizar a destinação adequada do lixo urbano da região, nos termos da legislação federal, que prevê a extinção de lixões a céu aberto até 2014. Para tal reunião foram convidados os prefeitos dos municípios de Cambé, Rolândia, Arapongas, Apucarana e Jandaia do sul, não tendo comparecido apenas o representante do Município de Apucarana.
Na oportunidade, a SANEPAR, através de seu presidente Fernando Eugênio Ghignone, explanou sobre experiências internacionais e nacionais bem sucedidas na destinação do lixo, com geração de renda a partir da reciclagem e de energia com o aproveitamento dos gases gerados nos aterros. Também relatou que a SANEPAR já atua no seguimento do lixo em algumas cidades do Paraná, administrando aterros sanitários, onde tem obtido bons resultados, citando como exemplo o trabalho desenvolvido na região de Cianorte.

Afirmou, ainda, o presidente da SANEPAR que a centralização dos resíduos produzidos na região em questão traria ganhos ambientais significativos, dada a facilidade de controle e fiscalização. Também salientou que a boa logística do transporte dos resíduos era questão primordial, levantando a hipótese da utilização do transporte ferroviário, que possui um custo mais baixo que o rodoviário, além de não colocar nas estradas os caminhões que transportam o lixo.
Por fim, conclui que de todo o lixo coletado, após a reciclagem e compostagem, restaria apenas 5% (cinco por cento) de matéria inerte e esta seria destinada a um aterro sanitário único.
Até este ponto, todos os prefeitos participantes foram concordes, especialmente no que se refere à correta destinação e tratamento do lixo urbano, com padrões de países desenvolvidos. Entretanto, quando passou-se a discutir a localização do futuro aterro centralizado, partindo da SANEPAR a proposta de instalá-lo em Arapongas em razão da logística e pelo fato de que o nosso aterro já ser licenciado pelo IAP – Instituto Ambiental do Paraná, a concordância inexistiu, especialmente por parte do nosso Município, que entende que deva prevalecer, acima de qualquer vantagem econômica ou de logística, os aspectos ambientais envolvidos e, nesse quesito, Arapongas sendo um município com mais de 160 (cento e sessenta) nascentes de água que vão abastecer diversas cidades da região não seria, do ponto de vista ambiental, o local mais adequado para a instalação do referido aterro.

O fato de já termos um aterro sanitário licenciado não significa que o mesmo tenha capacidade ociosa que permita receber os rejeitos de outras cidades. Sua capacidade instalada é para aproximadamente mais 2 (dois) anos de utilização apenas com nossos rejeitos. Além do mais, a localização geográfica de nosso aterro não é a ideal, posto que fica dentro de nossa área urbana, entre bairros muito populosos.

Por estas razões, a Prefeitura de Arapongas entende ser interessante a discussão do consórcio regional do lixo proposta pela SANEPAR, haja vista a nossa necessidade futura e a moderna proposta de destinação apresentada pela empresa, mas discorda da localização indicada, devendo este problema ser analisado tecnicamente, levando-se em conta principalmente os aspectos ambientais, neles compreendidos a questão das nascentes e da proximidade do nosso aterro à área com grande densidade populacional.

Antonio José Beffa
PREFEITO


ÚLTIMAS NOTÍCIAS






Endereço da página com a matéria completa:
http://www.arapongas.pr.gov.br/875_noticia_nota-de-esclarecimento-do-municipio-de-arapongas

Voltar ao Topo do Site