Facebook Youtube Instagram
Fundo Padrão Fundo Preto - Alto Contraste

Projeto beneficia contato com a natureza para alunos deficientes visuais

MEIO AMBIENTE E EDUCAÇÃO | Em 05/06/2013 às 08h00 - Por Assessoria de Imprensa
Atividade educacional ambiental reconheceu várias espécies de árvores da praça
O Projeto de Trilhas Interpretativas em Educação Ambiental ”Caravelas dos Sentidos”, que visa oportunizar aos Deficientes Visuais – DVs, o contato com a natureza, usando os sentidos tato, olfato e gustação, aconteceu na praça Dr. Júlio Junqueira, em Arapongas, nesta terça-feira, 04, em comemoração à Semana do Meio Ambiente. O projeto elaborado pelas professoras da rede estadual de ensino, Marilane de Jesus Ferreira e Elis Cristina Correr, contou com as parcerias da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, dos Guardiões da Natureza, da Força Verde, alunos do colégio e os alunos atendidos do Centro de Atendimento a Deficientes do Colégio Marquês de Caravelas.

O acesso do deficiente visual à educação ambiental é previsto em lei e a trilha na praça possibilitou o contato dos DVs, com as vinte e cinco espécies nativas e exóticas, entre elas cinco frutíferas. Através dos sentidos, conheceram alguns frutos, tomavam suco ou tocavam nas sementes e caules, percebendo a diferença entre as diferentes espécies, bem como, conheceram o nome comum e científico de cada árvore - em letras maiores, para os de baixa visão e, em braile para o DV com ausência total da visão. Alguns alunos participantes sem a deficiência, tiveram os olhos vendados, dentro da experiência de sentir as sensações táteis, os demais alunos participantes foram os guias, os quais apresentarão um relatório da atividade, segundo a professora. Os alunos que participam do projeto Guardiões da Natureza, também auxiliaram conduzindo os DVs nos trajetos entre as árvores.

As professoras pretendem dar continuidade ao projeto Trilhas Interpretativas em Educação Ambiental pois, segundo elas, este é um instrumento metodológico que favorece a aprendizagem significativa dos educandos. O projeto será apresentado no PARFOR UEL de Biologia, encontro de formação docente e vivências educacionais, como instrumentação metodológica.

Trilha fazia com que através dos sentidos, o aluno conhecesse a árvore do trajeto
Debaixo do cajueiro degustando um suco de caju e reconhecendo a planta
Autoras do projeto de educação ambiental dirigido aos alunos DVs

ÚLTIMAS NOTÍCIAS






Endereço da página com a matéria completa:
http://www.arapongas.pr.gov.br/666_noticia_projeto-beneficia-contato-com-a-natureza-para-alunos-deficientes-visuais

Voltar ao Topo do Site