Facebook Youtube Instagram
Fundo Padrão Fundo Preto - Alto Contraste

Árvores do Parque dos Pássaros recebem tratamento de Biólogo

MEIO AMBIENTE | Em 24/10/2014 às 16h58, atualizado em 24/10/2014 às 17h00 Por Assessoria de Imprensa
Na manhã desta sexta-feira, 24, uma equipe de Epidemiologia da Prefeitura de Arapongas, diagnosticou problemas em três árvores da entrada do Parque dos Pássaros. São três Casuarinas, conhecidas popularmente como Chorão - entre outras espécies que também recebem esta denominação.

Pelas folhagens possuírem a características de serem perenes, e se manterem estáveis o ano todo, o gerente da SEASPMA, Salvador Carvalho dos Santos, detectou visualmente as mudanças que não eram comuns no vegetal e solicitou o atendimento da equipe. “Percebi as alterações na coloração das folhas, havia fungos na base, próximo às raízes e corrimento no tronco e por conta disso solicitei a consulta do biólogo”, explicou.

O biólogo Norberto Membrive, que coordena os trabalhos de epidemiologia e o técnico de laboratório, Jessé Rodrigues, fizeram inserções nos troncos para averiguar a extensão das colônias de larvas que estavam ali depositadas. “Essas árvores são três remanescentes das cinco que existiam aqui no parque. Duas já se perderam e na região as espécies deste gênero estão sendo consideradas em extinção”, destacou Norberto considerando relevante a observação do gerente da SEASPMA, por isso fez questão de atender prontamente, para minorar o problema e tentar restaurar o vigor do vegetal. “É um ciclo normal de outros insetos. A mosca deposita os ovos no inverno, as larvas eclodem, penetram no tronco para se alimentar, o qual apresenta várias colônias que fazem como uma sangria na árvore. Nosso trabalho de controle inicia com a perfuração do tronco, injetando o bio-inseticida e fechando com argila”, esclareceu o biólogo, que levou uma armadilha idealizada por ele para capturar moscas para pesquisas do setor.

O secretário do Meio Ambiente, Vanderlei Sartori Junior, ressaltou que conforme determinação do prefeito Padre Beffa as ações do setor ambiental devem pautar por manter a qualidade e a sustentabilidade urbana e rural. “Mesmo diante todas as adversidades e enfrentamento dos problemas ambientais que surgem a equipe da secretaria não tem medido esforços para promover a preservação e realizar as ações necessárias para proteger a natureza”.

Com o tratamento natural a meta é preservar as três árvores

ÚLTIMAS NOTÍCIAS






Endereço da página com a matéria completa:
http://www.arapongas.pr.gov.br/1678_noticia_arvores-do-parque-dos-passaros-recebem-tratamento-de-biologo

Voltar ao Topo do Site