Facebook Youtube Instagram
Fundo Padrão Fundo Preto - Alto Contraste

Unificação de escolas rurais reúne pais de alunos e secretária

Educação | Em 05/12/2013 às 08h00 - Por Assessoria de Imprensa
Secretária Elizabeth explica motivo da unificação das escolas rurais
Na noite de terça-feira, às 19:30h, equipe educacional de Arapongas, da Secretaria de Educação e Esportes (SEDES), reuniu-se com os pais de alunos da Escola Rural Municipal João XXIII, na localidade Novo Mundo e da Escola Rural Municipal Rocha Pombo, na Gleba Orle para apresentar a preocupação com número muito reduzido de alunos, que já vem sendo tratado com o Conselho Municipal de Educação e pelo Núcleo Regional de Educação (NRE) que vem consultando a Secretaria Estadual de Educação (SEED) a cerca de possibilidades unificar escolas rurais mais próximas ou manter as escolas em meio período com salas multisseriadas.

A secretária Elizabete Humai de Toledo abriu a conversação, levando aos presentes uma reflexão sobre a realidade de uma escola, os objetivos e a quem a escola atende. “Em visita às escolas da zona rural, encontrei salas com um professor e um aluno e outras salas com dois, três alunos e nessas mesmas escolas havia um professor para cada sala , mais professor de Educação Física e professor de Oficinas pedagógicas, como dar aula para um aluno apenas?”, expôs a secretária, concluindo que a escola tem a função de trazer a aprendizagem, interações, reflexões sobre os conflitos próprios desse ambiente social e o baixíssimo número de alunos por sala de aula é um fator que dificulta as trocas necessárias para uma aprendizagem efetiva - segundo estudos que ela mencionou. “Para tomar as medidas necessárias o pensamento principal foi o de preservar a criança, seus direitos. O que a prefeitura vem a fazer, é garantir uma escola com a estrutura necessária onde seja possível desenvolver a proposta pedagógica, os projetos comuns a esses ambientes, os funcionários necessários, merenda de boa qualidade, cumprir com o transporte escolar dentro do que determina a lei”, frisou Elizabete.

Durante o encontro, os pais de alunos resistiram á idéia do fechamento da escola e os debates foram calorosos, especialmente ligados ao sentimento de tradição e convívio entre pais, professores e alunos. A secretária apresentou a posição do NRE, da SEDE e do Conselho Municipal de Educação que constataram, por unanimidade, quanto à mudança. Os alunos seriam encaminhados para a Escola Rural José Monteiro, distante da atual, cerca de oito quilômetros. O motivo principal é que a referida escola está inserida no Plano de Ações Articuladas (PAR) e, encontra-se em análise para receber verba para construção e melhorias na estrutura física. Essa escolha é realizada pelo Ministério da Educação e Cultura do Governo Federal, através de levantamento global, para melhor direcionar os investimentos no setor educacional por meio do PAR. Mesmo assim a secretária compreendendo que a participação dos pais no debate deveria acontecer, verificou a necessidade de votação com duas opções. A primeira, os alunos optariam pela transferência para a escola J. Monteiro ou a São Carlos, oportunizando a segunda opção, de manter a escola aberta com salas multisseriadas - alunos do 1°, 2° e 3° ano numa mesma sala.
Com relação ao sistema de ensino multisseriado, foi exemplificado que no trabalho com muitas séries ao mesmo tempo em diferentes faixas etárias, numa mesma sala, o nível de aprendizagem impõe dificuldades aos professores para realizar o planejamento curricular satisfatório. “No Brasil ainda persiste este modelo, especificamente na zona rural. O que buscamos com a mudança é uma melhor estruturação da escola J. Monteiro e oferecer um aprendizado substancial em termos de convivência e inter-relações sociais para desenvolvimento significativo do aluno”, enfatizou a secretária de Educação, informando que os contatos com o NRE, com a Secretaria Estadual de Educação e com o Ministério da Educação, serão mantidos para melhor encaminhamento, o que depende de outra aprovação das instâncias superiores de ensino. A secretária informa que estará tratando do assunto com as demais instâncias e assim que tiver uma posição, estará novamente com os representantes dos pais e conselhos afins, para dar continuidade a conversa e espera estar chegando a bom termo o mais breve possível.




Apresentação da posição do NRE, da SEDE e do Conselho Municipal de Educação

ÚLTIMAS NOTÍCIAS






Endereço da página com a matéria completa:
http://www.arapongas.pr.gov.br/1038_noticia_unificacao-de-escolas-rurais-reune-pais-de-alunos-e-secretaria

Voltar ao Topo do Site